162ª CONCENTRAÇÃO DO MGCP
17 FEVEREIRO - CASCAIS

Mais um ano e mais uma Assembleia Geral Ordinária convocada para a apreciação e votação do Relatório e Contas da Direção e Parecer do Conselho Fiscal, relativos ao Exercício de 2017. Outros assuntos foram discutidos e outra Assembleia Geral, desta vez, Extraordinária, ocorreu de seguida para deliberar sobre alterações aos Estatutos. Foi uma intensa tarde de trabalho. Foi todo um dia de participação na vida do Clube.

Logo ao início da manhã os participantes concentraram-se junto à entrada da Cidadela de N. Sra. da Luz. Estava anunciada uma visita guiada ao Palácio da Cidadela de Cascais – Museu da Presidência da República.

A visita começou pela capela de N. S. da Vitória e daí progrediu para a área residencial não sem antes nos terem feito notar que ela começou por ser a casa do governador de uma cidadela que, até 1870, teve importância estratégica na defesa militar da costa de Lisboa.

D. Luís (r. 1861-1889) foi o rei que primeiro a utilizou como residência de veraneio da Casa Real, seguido por D. Carlos (r. 1889-1908) que ali instalou o primeiro laboratório de biologia marítima português quando se dedicou ao estudo dos oceanos.

Com a proclamação da República o Palácio passou a ser habitado por vários dos seus Presidentes, de Manuel de Arriaga a Bernardino Machado. Óscar Carmona escolheu-a para residência oficial. Após Craveiro Lopes, a Cidadela entrou em desuso e declínio.

A partir de 2004, data do protocolo de cedência da Cidadela ao Município de Cascais e num esforço articulado com a Presidência da República, a empreitada de reabilitação, a cargo do arquiteto Pedro Vaz, recuperou-a para a função de residência de verão do Presidente da República. A abertura ao público, em 23 de novembro de 2011, deu a Cascais mais um espaço cultural de referência com uma privilegiada localização sobre a baía.

À saída havia um Rallye Paper e uma Prova de Orientação para fazer. Os prémios foram entregues no fim da refeição. Todos tiveram direito a um crachá evocativo e a um arranjo floral executado por Regina e recolhido na “A Pétala” que lhe pertence e que conhecemos por ser irmã do nosso Sócio Sérgio Louro.

Numa gentileza do casal Vale Rêgo, a Direção foi presenteada com um livro que ilustra, em exclusivo, a comemoração do 36º Aniversário do MGCP, em 2017.

Classificações em classe única:


Pontos


Rallye Paper


Classif.

Final


Prova de Orientação


2.700

Luís Antunes

Alberto Vale Rêgo

2.550

J. Gouveia Fonseca

J. Preces Diniz

2.050

Armando Féria

Armando Féria

1.100

Christian Vermet

-----------

1.050

J. Preces Diniz

-----------

-----------

Alberto Vale Rêgo

Descl.

-----------


Ver Galeria