PORTO EEOTY
03 A 06 AGOSTO 2017

Foi o primeiro a acontecer em Portugal, mas a adesão dos nacionais não foi esfuziante.
A um programa de 4 dias, retirados o da chegada e o da partida restam dois. Desses dois, um foi dedicado ao rio Douro que se poderia conhecer navegando ou conduzindo ao longo das suas margens e o outro oferecia a possibilidade de se optar por um designado Rally para visitar Penafiel, Aveiro ou Guimarães. As caves da Real Companhia Velha, em Gaia, abriram as portas a todos os participantes e a Fundação A. Cupertino de Miranda Congress Center constituiu-se como o local de todos os encontros desde a receção dos participantes até ao Jantar de Gala.

O MGCP fez-se representar com três inscrições de participação que não contemplavam o alojamento. No jantar de encerramento felicitou a comissão organizadora na pessoa do Presidente da Direção do Porto MG Clube a quem ofereceu uma placa evocativa do evento, não sem antes ter apelado à participação dos presentes no EEOTY 2021 que lhe caberá promover, nem sem ter deixado de homenagear a memória de Dr. Pedro Ruela Torres com quem manteve contactos, desde 1983.

Nestes Jantares de Gala é habitual que as instituições congéneres se façam representar e ofereçam lembranças. Assim, nas fotos, depois da intervenção de Häkan Sigemark, pode ver-se:

  1. Eduardo Lambiasi – Presidente do MG Club do Brasil;
  2. Marcelo Mantelli – Presidente da FBVA – Federação Brasileira de Veículos Antigos;
  3. Andreas Gloor – Representante do MGCC-Suíça;
  4. Bill Silcock – Representante da Kimber House-UK ;
  5. Guy Maathius – Presidente do MGCC-Luxemburgo;
  6. Walter Kallenberg – Coordenador Europeu do MGCC-Alemanha;
  7. Philipe Paillas - Representante do MG Clube de França ;
  8. Victor Rodrigues – Presidente do SWISSMGV8/IG.

De seguida Häkan Sigemark, em nome do MGCC-UK, fez a entrega do troféu Nuffield que ficará, durante um ano, à guarda do Porto MG Clube para depois transitar para outro clube filiado. É uma prática regular que se mantém desde 1980. A sua entrega passa por uma decisão conjunta do Coordenador Europeu e do Diretor para o Estrangeiro que é, atualmente, Paul Plummer, que esteve no jantar e nos fez um brinde.
Em trânsito para as mãos de Andreas Gloor, também esteve o Stick, testemunho da incumbência que a Suíça tem em realizar o EEOTY 2018, em Flims (Ver “Datas EEOTY 2018/21”).

No último dia as viaturas MG, que se perfilaram no Queimódromo, foram o centro das atenções.
Dos mais antigos desportivos Midget J, P e TA, passando pelos médios saloons Y, ZB e Magnette Mark III, não esquecendo os curiosos globetrotters australianos, até ao utilitário MG 6, de tudo se viu um pouco. Em grande estilo, toda a turminha V8 alinhou e dela nos despedimos até 2021.

Ver Galeria